logo3
logotipo

anuncie aqui

anuncie aqui

Manifestação da OEO na festa de 49 anos de Osasco
Facebook
Google+
Twitter

Manifestação da OEO na festa de 49 anos de Osasco

Ter, 15 de Março de 2011 00:00 | PostAuthorIcon Autor: Albertino Sousa Oliva | PDF Imprimir E-mail

Artigos

Autonomia e Qualidade de Vida

Estamos comemorando, hoje, os quarenta e nove anos da instalação do Município de Osasco, a tão sonhada autonomia política e administrativa, defendida e obtida pelos Emancipadores, osasquenses natos ou os que adotaram a cidade para nela viver e criar seus filhos.

Então, em 1962, o pobre subdistrito tinha carência de tudo, pois fora ignorado e abandonado pela Capital madrasta, não tendo água encanada, rede de esgoto, telefones, asfalto, escolas, posto de saúde, hospitais, enfim, a pequena população era extremamente carente das necessidades básicas.
Aos poucos, lentamente, no correr destes quarenta e nove anos, muitas daquelas ausências foram superadas e, hoje, a cidade tem um outro patamar: está entre as mais populosas do Estado (a 5ª maior população do Estado de São Paulo), é uma das mais desenvolvidas economicamente (o 10º PIB entre os municípios brasileiros) e tem uma rede de ensino bem ampla e um atendimento médico-hospitalar razoável. Isso, sem falar na extensão das redes de água e esgoto, embora incompletas, pois há uma falta expressiva dessas necessidades, e, ainda, na implantação de calçamento na maioria das ruas, bem como o combate às más condições habitacionais daqueles que vivem nas inúmeras favelas existentes na cidade.
As várias administrações acumularam resultados, permitindo um salto de qualidade para a população.
Mas, essa autonomia está incompleta: há, ainda, muito que fazer!
Visando essa complementação, a Administração Municipal está desenvolvendo, com a participação efetiva dos munícipes, um trabalho planejado para dotar a cidade das melhores condições possíveis, quando, daqui a dois anos, estiver comemorando seus 50 anos,
A Ordem dos Emancipadores de Osasco, depositária da semente autonomista, nesta data, chama a atenção da população e das autoridades municipais, na pessoa do seu maior mandatário, Prefeito Emídio Pereira de Souza, emancipador honorário, para dois pontos extremamente importantes: Educação e Qualidade de Vida.
Embora a Administração Municipal tenha apresentado recentemente um trabalho visando à melhoria da qualidade da educação em todos os níveis, é preciso insistir que não haverá progresso se o ponto nevrálgico não for atacado: a formação, atualização e estimulação do educador. O professor tem a missão especial de preparar os jovens para a vida, levando-os a descobrir suas potencialidades e cristalizar as bases da cidadania. A autonomia que perseguimos desde sempre só será completa quando os cidadãos forem conscientes e capazes de influir nos seus destinos e nos da sua cidade.
Essa tarefa é das autoridades instituídas, mas é também daqueles que já entendem o seu papel para realizá-la.
Ao lado da educação e tão importante quanto ela está a Qualidade de Vida. Importa visar esse aspecto, porque não adianta termos uma cidade grande e economicamente forte, se seus cidadãos não usufruem as vantagens dessas condições. É preciso investir na perseguição desse objetivo, enfrentando os dilemas decorrentes da prevalência do econômico sobre o bem estar da população.
Definir o que é Qualidade de Vida e vencer os obstáculos para atingir tal condição é o nosso dever e responsabilidade.

Com a ajuda de todos e de Deus, haveremos, de conseguir!

Deixe um comentário